Histórico

O BMG é uma instituição financeira privada controlada pela Família Pentagna Guimarães. A família tem feito parte da indústria financeira do Brasil desde 1930, quando criou o Banco de Crédito Predial S.A. (mais tarde denominado Banco de Minas Gerais S.A.), um banco comercial com produtos para pessoas física e jurídica.

Até meados dos anos 90, o BMG era focado no financiamento no atacado e varejo, sendo que na década de 80 era líder no financiamento de veículos leves e pesados. A partir de 1998, o Banco passou a concentrar seu foco na concessão de empréstimos consignados, se tornando uma referência nacional nesse tipo de operação.

Em julho de 2012, o BMG celebrou com o Itaú Unibanco S.A. um contrato de associação visando à oferta, distribuição e comercialização de créditos consignados no Brasil, formando a joint venture denominada Banco Itaú BMG Consignado S.A.. Em dezembro de 2016 foi concluída a venda da participação do BMG no Banco Itaú BMG Consignado para o Itaú Unibanco.

A venda da participação robustece a estratégia do BMG de continuar focando na originação de seus produtos core: cartão de crédito consignado (BMG Card), crédito pessoal com débito em conta (BMG em Conta), crédito pessoal digital (Lendico) e crédito corporativo (BMG Empresas e BMG Seguros).

Conheça os principais pontos da história do BMG: