Histórico

O BMG é uma instituição financeira privada controlada pela Família Pentagna Guimarães. A família tem feito parte da indústria financeira do Brasil desde 1930, quando criou o Banco de Crédito Predial S.A. (mais tarde denominado Banco de Minas Gerais S.A.), um banco comercial com produtos para pessoas física e jurídica.

A partir de 1998, o Banco passou a concentrar seu foco na concessão de empréstimos consignados, se tornando uma referência nacional nesse tipo de operação. Em 2005 foi um dos pioneiros na criação do cartão de crédito consignado.

Em julho de 2012, o BMG celebrou com o Itaú Unibanco S.A. um contrato de associação visando à oferta, distribuição e comercialização de créditos consignados no Brasil, formando a joint venture denominada Banco Itaú BMG Consignado S.A.. Em dezembro de 2016 foi concluída a venda da participação do BMG no Banco Itaú BMG Consignado para o Itaú Unibanco.

Lançada em 2016, a “help! loja de crédito” é uma rede de franquias de lojas de crédito ao redor do Brasil. Focada no varejo segmentado para aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos, a rede tem como objetivo ser uma solução multi serviços. Nas franquias, a operação é formalizada por meio do perfil biométrico completo, integrado ao sistema operacional, que traz mais segurança na qualidade do crédito e mitiga potenciais fraudes. O perfil biométrico permite também uma maior facilidade e segurança no atendimento dos canais digitais.

Atualmente, o BMG oferece aos seus clientes pessoa física: cartão de crédito consignado (BMG Card), crédito pessoal com débito em conta (Crédito na Conta), ambos exclusivos para aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos, crédito pessoal digital (Lendico) e seguros massificados via parceria. Aos clientes pessoa jurídica, o BMG oferece prestação de serviços financeiros estruturados, instrumentos derivativos e seguro garantia para empresas de médio e grande porte (BMG Empresas e BMG Seguros). O BMG disponibiliza produtos de investimento de renda fixa para todos os públicos (BMG Invest).

 

Década de 30

1930 – A Família Guimarães cria o Banco de Crédito Predial S.A. (mais tarde denominado Banco de Minas Gerais S.A.) que atua como um banco comercial e oferece produtos para pessoas físicas e jurídicas.

Década de 60

1962 – É criada a sigla BMG.
1965 – É criada a Argento S.A. Crédito, Financiamento e Investimento.

Década de 70

1971 – A denominação social da Argento é alterada para BMG Financeira S.A. – Crédito, Financiamento e Investimento.

É criada a BMG Leasing e o banco passa dar foco no financiamento de veículos leves e pesados e, rapidamente, se torna líder no setor.

Década de 80

1985 – A empresa BMG Financeira S.A. Crédito, Financiamento e Investimento adquire capital majoritário do banco comercial Brasilinvest Banco Comercial S.A. que passa a chamar BMG Banco Comercial S.A.

1988 – A BMG Financeira torna-se um banco múltiplo.

1989 – A BMG Financeira tem sua denominação alterada para Banco BMG S.A.

Década de 90

1993 – O BMG Banco Comercial S.A. é incorporado pelo Banco BMG S.A. Em outubro, os acionistas aprovam o fechamento de capital do BMG e a família Guimarães efetua uma oferta a todos os acionistas minoritários para a aquisição das ações.

1994 – O Banco BMG adquire de membros da família Guimarães as ações ordinárias da BMG Leasing.

1996 – É concluída a oferta de aquisição das ações.

1998 – BMG passou a concentrar seu foco na concessão de empréstimos consignados a funcionários do setor público.

Década de 00

2001 – Constituição do BMG Bank (Cayman) Limited, como subsidiária integral do BMG nas Ilhas Cayman.

2002 – Em busca de estruturas de funding adequadas ao perfil de seu ativo, o BMG estrutura o seu primeiro programa de securitização por meio de FIDCs.

2004 – O BMG é o primeiro banco médio a realizar um acordo de cessão de créditos, diversificando suas fontes de funding e acessando o mercado interbancário com um novo produto.

2005 – O banco se torna líder no mercado de crédito consignado. Incrementando sua estratégia e foco no segmento de consignação, o BMG lançou o Cartão de Crédito Consignado: cartão de crédito internacional, com desconto direto na folha de pagamento e com a vantagem de oferecer taxas de juros reduzidas quando comparado aos cartões de crédito convencionais. O BMG realiza a sua primeira captação externa por meio de um eurobond no formato MTN.

2009 – O BMG emite a sua primeira dívida subordinada no mercado externo.

Década de 10

2011 – Os acionistas do BMG criam uma companhia de crédito ao consumo denominada BMG Money, com sede na Flórida – Estados Unidos. A BMG Money oferece crédito consignado para funcionários do setor público nos EUA, refletidos no BMG através de acordos de participação celebrados entre BMG Money e BMG Cayman.

2011 – O Banco adquire a totalidade das ações do GE Money no Brasil (atual Banco Cifra) e do Banco Schahin (atual BCV).

2012 – Em julho, o BMG associa-se ao Itaú Unibanco para a criação de um novo banco voltado exclusivamente ao crédito consignado (Banco Itaú BMG Consignado S.A.), tendo o BMG 30% do capital e o Itaú os 70% restantes. Em novembro, o Banco profissionaliza sua gestão.

2013 – Em fevereiro são iniciadas efetivamente as operações do Banco Itaú BMG Consignado S.A e o nível de produção do consignado cresce, atingindo níveis recordes. Em setembro, o Banco muda sua sede para a capital paulista.

2014 – O BMG anuncia o acordo de unificação de negócios com o Itaú Unibanco S.A. Em contrapartida, o BMG aumenta sua participação no capital social total e votante do Banco Itaú BMG Consignado para 40%.

2015 – Com a criação da margem exclusiva para o cartão de crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS e seguindo a estratégia de focar no Cartão de Crédito Consignado, em setembro o BMG passa a operar no convênio INSS e em outubro já é líder de mercado nesse segmento.

2016 – BMG lança o Crédito na Conta: crédito pessoal, com débito em conta, exclusivo para aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos.
Lançamento do novo canal de distribuição, a “help! loja de crédito”, rede de franquias focada no varejo segmentado para aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos.
Criação da BMG Seguros, com foco em seguro garantia.
BMG e Generali firmam parceria de 20 anos para distribuição exclusiva dos produtos de seguros massificados.
BMG conclui a venda de sua participação de 40% no Banco Itaú BMG Consignado.

2017 – O BMG lança a sua plataforma de investimentos, o BMG Invest Digital, na qual é possível investir de maneira 100% digital.

2018 – A “help! loja de crédito”, rede de franquias passa a ser subsidiária do Banco BMG.
É assinado um memorando de entendimento entre o Banco BMG e a Autopass, com intuito de estabelecer uma parceria comercial para oferta e distribuição de produtos do Banco BMG.
O BMG adquire 65% da subadquirente Pago Cartões (renomeada para Granito), empresa brasileira de tecnologia especializada no segmento.
Em outubro, em complementariedade aos canais de distribuição existentes, o BMG lança o seu Banco Digital.